Relações de gênero: construindo pontos de vista não preconceituosos

Publicado em 30 de setembro de 2016

Instituição responsável: Escola Municipal Professora Stella Saraiva Peano

Estado: Minas Gerais
Município: Uberlândia
Contato: Heliene Rosa da Costa
Resumo do projeto:
O Projeto pedagógico intitulado Relações de gênero: construindo pontos de vista não preconceituosos visa desconstruir noções preconceituosas em relação às mulheres de forma ampla: se, por um lado, pretende viabilizar processos coerentes de argumentatividade na produção de textos dissertativos argumentativos; por outro, busca equilibrar conflitos e harmonizar as relações entre homens e mulheres, tanto no ambiente escolar, quanto fora dele. Idealizado pela professora de língua portuguesa, Heliene Rosa da Costa, recebeu tratamento multidisciplinar, com o suporte e a participação de outras áreas do conhecimento, como Educação Física e Informática, além do apoio do pessoal da biblioteca, da supervisão, vice-direção e direção da escola.
Metodologia:
Esse projeto foi desenvolvido no ano letivo de 2012 com turmas de nono ano do Ensino Fundamental, durante as aulas de leitura e produção de textos, na Escola Municipal Professora Stella Saraiva Peano, no município de Uberlândia, em Minas Gerais. Iniciou-se com a leitura de uma crônica esportiva sobre a atuação da seleção brasileira feminina de futebol em Xangai, na copa de 2007. O cronista fez uma avaliação subjetiva da partida, ressaltando a beleza e a flexibilidade das jogadoras, em detrimento da atuação técnica delas e das opções táticas do treinador. Por causa disso, houve a necessidade de discutir a questão do preconceito contra as mulheres no esporte. Nesse sentido, tornaram-se relevantes questionamentos sobre o patrocínio e abordagem da mídia, em relação ao futebol masculino e feminino. Depois, a realização ocorreu em diferentes etapas: discussão em pequenos grupos, pesquisas “on-line” e documental, apresentações dos resultados das pesquisas e produção escrita. A partir desse conjunto de atividades, os alunos envolvidos demonstraram maior amadurecimento em relação ao tema estudado. Os textos produzidos por eles revelaram posturas menos preconceituosas e também foram percebidas mudanças significativas no comportamento tanto dos meninos, quanto das meninas, durante a realização de debates e na interação, de uma forma geral, no convívio escolar. As dificuldades relacionadas ao tratamento do tema, em função dos discursos preconceituosos presentes e manifestos nas discussões e nos debates foram sensivelmente minimizadas após as etapas iniciais do projeto.
Categoria: Gênero
Público: Adolescentes
Outras informações úteis: Programa Mulher e Ciência – 8º Prêmio Construindo Igualdade de Gênero/SPM – Categoria Escola Promotora da Igualdade de Gênero