PERCEPÇÃO E VALORIZAÇÃO DO SER, UMA PERSPECTIVA DE RAÇA/ETNIA E GÊNERO

Publicado em 30 de setembro de 2016

Instituição responsável: Escola Atheneu Sergipense

Estado: Sergipe
Município: Aracaju
Contato: Alessandro Moura de Amorim e Jeanne Márcia de Queiroz Lim
Resumo do projeto:
Aprofundar os debates acerca do que é ser negro na sociedade brasileira. Contribuir para a desconstrução da noção, presente no senso comum, de igualdades racial e de gênero. Reconstruir uma identidade que valorize os aspectos da cultura afro-brasileira.
Metodologia:
Apresentação do tema por meio de ciclos de palestras. Análise qualitativa das redações dos alunos, traçando os pontos convergentes e divergentes de como eles se apresentam e vêem a questão racial. Aplicação de questionário. Debates.

Explicitação da desigualdade sociorracial. Desenvolvimento do conceito de identidade de raça/etnia e gênero. Surgimento de um espaço de diálogo. Valorização do negro e aumento do número de estudantes que se declararam negros.

PRINCIPAIS ATIVIDADES
• Pesquisa cartográfica.
• Compreensão da subjetividade do aluno em relação à percepção que ele tem de si mesmo.
• Levantamento do conhecimento prévio dos alunos sobre preconceito, discriminação, racismo, utilizando redação e leitura de textos.
• Seminários relacionados às temáticas raça/etnia/gênero.
• Aplicação de questionários para levantamento de dados qualitativos.
• Oficina de história do cinema.
• Exposição dos trabalhos realizados.
Categoria: Gênero e Raça
Público: Adolescentes

Outras informações úteis: II Prêmio Educar para a Igualdade Racial – Categoria Ensino Médio – CEERT/2004

Principais resultados: Explicitação da desigualdade sociorracial. Desenvolvimento do conceito de identidade de raça/etnia e gênero. Surgimento de um espaço de diálogo. Valorização do negro e aumento do número de estudantes que se declararam negros.