Meninas preferem ter uma boa profissão e meninos preferem formar uma família

Publicado em 15 de fevereiro de 2016

african-america-1182489_1920

54,8% delas escolheu ter uma carreira profissional antes de uma família

Mais da metade das meninas nas escolas do Brasil preferem ter uma boa profissão a uma família, segundo resultados da pesquisa “Juventudes na Escola, Sentidos e Buscas: Por que frequentam?”.
O estudo foi feito com o apoio da Flacso-Brasil (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais), OEI (Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura) e do MEC (Ministério da Educação) e revelou que 54,8% das meninas gostaria de ter uma boa profissão no futuro, contra 38,5% dos meninos. Já no segundo item mais desejado pelos jovens, que é “Formar uma família”, os meninos saíram na frente, com 21,9%, contra 16,2% entre as meninas.

Sem título-1-01
Isso inverte a noção estereotipada de que as meninas preferem construir uma família ao invés de ingressarem no mercado de trabalho, ou que meninos não se interessem por construir relações familiares.
Dos entrevistados que escolheram apenas a resposta “Ter dinheiro”, sem especificar como, 9,0%  são meninas e 16,7% são meninos.