Escola Plural: a diversidade está na sala – formação de professoras em História e Cultura Afro-brasileira e Africana

Publicado em 30 de setembro de 2016

Instituição responsável: Ceafro Educação e Profissionalização

Estado: Bahia
Município: Salvador
Contato: Maria Nazare Mota de Lima
Função: Coordenadora
Email: librianar@gmail.com
Resumo do projeto:
O projeto tem por proposta a construção de uma escola democrática e plural, comprometida com a transformação social e a superação das desigualdades e iniqüidades. Desenvolveu uma proposta pedagógica subsidiada na atuação de educadoras negras da rede municipal de ensino para a inclusão da historia e cultura afro-brasileira e africana no currículo da escola pública. Consistiu em um diálogo, formado por muitas referências culturais e identitárias, com aquelas que tem mantido viva a chama de esperança de uma escola plural, multicêntrica e racialmente inclusiva.
Metodologia:
Para o desenvolvimento de uma prática pedagógica que contemple a diversidade cultural presente em nossa sociedade, o projeto iniciou provocando as professoras para que redewfinissem suas concepções sobre racismo, preconceito, ideologia, cultura, gênero, estereótipos e outros, para repensar o currículo e recolocá-los a partir da aceitação da identidade e diversidade.
Realizadas oficinas e vivências que potencializassem intervenções na escola, no bairro, na família e demais grupos sociais.
Formação em Serviço, em que são avaliadas as ações pedagógicas: aulas, festas, reuniões, encontros, eventos etc., para percepção de como está se desenvolvendo o trabalho em sala de aula e replanejar as atividades em função das avaliações feitas.
Categoria: Gênero, Raça e Sexualidade
Público: Profissionais de Educação
Carga horária:

 

Temática Subtemas C/H
Apresentação da proposta às professoras 4h
Identidade Modelo de escola, estereótipos, preconceitos 4h
Gênero, sexualidade e prática pedagógica Construção do Eu, eu professora negra-mulheres negras; corpo; papéis sociais de homens e mulheres; sexualização da imagem das mulheres negras. 8h
Criança negra, realidade social e auto-estima Resistência negra (religiosa, cultural, movimentos contemporâneos, educadoras negras e indígenas; movimento de mulheres negras) 12h
África, diáspora africana e escola no Brasil Desconstrução de estereótipos e preconceitos sobre África; diversidade cultural africana; contribuição civilizatória dos africanos 12h
Planejamento, interdisciplinaridade, história e cultura afro-brasileira e africana Concepção de planejamento utilizada pelas escolas e ampliação, inclusão de elementos da história e cultura afro-brasileira e africana 12h
História e cultura afro-brasileira e africana nas séries iniciais O que é conhecer; como trabalhar história e cultura afro-brasileira e africana nas áreas de conhecimento; interdisciplinaridade 12h
Avaliação e encerramento 6h
Total 70h

Período de realização: projeto em execução desde o ano de 2000, e em execução na Secretaria Municipal de Educação de Salvador.
Financiador/es: Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Salvador
Instituições parceiras: Fundação Ford; FAT/MTb; UNICEF; CESE