Defensoria Pública de São Paulo lança parecer em defesa da inclusão das questões de gênero na educação

Publicado em 2 de maio de 2016

 

A criação, fortalecimento e difusão de estratégias que contribuam para a ampliação do lugar da agenda de gênero nas políticas educacionais é o principal objetivo do Seminário Nacional Gênero nas Políticas Educacionais: ameaças, desafios e ação política, que acontece hoje e amanhã, em São Paulo.

Logo no início do evento, com o objetivo de instrumentalizar e proteger professores/as sobre a legalidade do direito de incluir o debate de gênero nas escolas, a defensora Pública, Ana Prata, lançou a nota técnica produzida pela Defensoria Pública de SP.

“A nota visa garantir o direito de qualquer professor/a tenha liberdade de trabalhar gênero e diversidade na sala de aula, como já está previsto em nossa legislação”, pontuou Ana.

Para ler a nota na íntegra, acesse: http://goo.gl/5ZNziW

O Seminário é uma realização da Ação Educativa, Geledés – Instituto da Mulher Negra, Ecos – Comunicação em Sexualidade e Cladem – Comitê Latino-americano e do Caribe dos Direitos da Mulher, com apoio da Secretaria de Políticas para as Mulheres e ONU Mulheres. Acompanhe ao vivo o debate através do link www.acaoeducativa.org/aovivo