Bibliografia Sugerida

Publicado em 26 de janeiro de 2016

livros

Aqui você vai encontrar uma sugestão de bibliografia para aprofundar os estudos sobre gênero, direitos humanos, sexualidade e raça. Para sugestões de livros infantis, clique aqui.

Lista de sugestões:

ALMEIDA, DL. Suscetibilidade: novo sentido para a vulnerabilidade. Revista Bioética; 18 (3); 2010 p. 537-48;

AYRES JRCM. O conceito de vulnerabilidade e as práticas de saúde: novas perspectivas e desafios. In: Czeresnia D, Freitas CM, organizadores. Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendências. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2003. p. 117-39

ABRAMOVAY, Miriam (Coord). Revelando tramas, descobrindo segredos: violência e convivência nas escolas. Brasília: Rede de Informação Tecnológica Latino-americana – RITLA, Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal – SEEDF, 2009.

ABRAMOVAY, Miriam (Coord). Juventudes na escola, sentidos e buscas: Por que frequentam? / Miriam Abramovay, Mary Garcia Castro, Júlio Jacobo Waiselfisz. Brasília-DF: Flacso – Brasil, OEI,MEC, 2015.

BENTO, B. A reinvenção do corpo: sexualidade e gênero na experiência transexual. Editora Garamond; 2006. p. 70.

BUTLER J. Corpos que pesam: sobre os limites discursivos do “sexo”. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica; 1999.

BUTLER, J. Lenguaje, poder e identidad. Madrid, Editorial Síntesis, 2004 [Trad.: Javier Sáez y Beatriz Preciado]

BUTLER J. Inversões sexuais. In: Passos, ICP (org.). Poder, normalização e violência: incursões foucaultianas para a atualidade. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2008. p. 97.

BUTLER, J. Problemas de Gênero e Subversão da Identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 2003;
DEVIDE, Fabiano P. Gênero e Mulheres no Esporte: História das Mulheres nos Jogos Olímpicos Modernos. Ijuí: Unijuí, 2005;

DINIZ, Débora. Dez palavras sobre laicidade.

GARRAFA V & Pessini L. Bioética: poder injustiça. São Paulo: Loyola; 2003.
GROSSI, M; UZIEL, A. P; MELLO, L. Conjugalidades, Parentalidades e Identidades Lésbicas, Gays e Travestis. Rio de Janeiro: Garamond, 2007;

JUNGES JR. Vulnerabilidade e saúde: limites e potencialidades das políticas públicas. In: Barchifontaine CP; Zoboli ELCP (org). Bioética, vulnerabilidade e saúde. Aparecida: Ideias & Letras, Centro Universitário São Camilo; 2007. p. 111.

LEONE, G. Salud, VHI-sida y sexualidad trans: atención de la salud de personas travestis y transexuales. Estudio de seroprevalencia de VIH en personas trans. La primera consulta con una trans. ONUSIDA. 2008.

LOPES NETO, A. A. Bullying – comportamento agressivo entre estudantes. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 8, n. 5, p. 164-172, 2005.;

LOURO GL. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica; 2000 p. 04.

LOURO, GL. Teoria queer – uma política pós-indentitária para a educação. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2001.

LOURO; G. L. Gênero, Sexualidade e Educação: Uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis: Vozes, 1997;
LOURO, G. L. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica: 2004;

MANN J, Tarantola DJM, Netter T. Como avaliar a vulnerabilidade à infeção pelo HIV e AIDS. In: Parker R. A AIDS no mundo. Rio de Janeiro: Relume Dumará; 1993. p. 276-300.

MATOS, Sônia. Artefatos de gênero na arte do barro: masculinidades e femininidades. Revista Estudos Feministas, Santa Catarina, v. 9, n. 1, 2001, p. 56–81.

MEAD, Margareth. Sexo e Temperamento. São Paulo: Perspectiva, 2003
MEYER, D. E. ; SOARES, R. de F. R. Corpo, gênero e sexualidade nas práticas escolares: um início de reflexão. In.: MEYER, D. E.; SOARES, R. de F. R. (org.).Corpo, gênero e sexualidade. Porto Alegre: Mediação, 2004. p. 5-16;
MINAYO. C. de S; SOUZA, E. R de. Violência e saúde como um campo interdisciplinar e de ação coletiva. História, Ciência e Saúde. Rio de Janeiro, v. 4, n. 3, p. 514, 1998;

MINAYO, C. S. Hermenêutica-dialética como caminho do pensamento social; p. 83-107. In: Minayo CS & Deslandes SF (orgs.). Caminhos do pensamento: epistemologia e método. Ed. Fiocruz, Rio de Janeiro, 1992.

NASCIMENTO, WF. Às Margens: Notas Escritas entre a Filosofia e a Sexualidade. Revista Ártemis 13.1 2012; p.24

NEVES, Paulo Rogério da Conceição. As meninas de agora estão piores do que os meninos: gênero, conflito e violência na escola. Dissertação. FEUSP, 2008

NEVES MCP. Sentidos da vulnerabilidade: característica, condição, princípio. Revista Brasileira de Bioética, 2 (2); 2006. p. 157-72

NEVES, Paulo Rogério da Conceição. Disposições de gênero e violências escolares: entre traições e outras estratégias socializadoras utilizadas por jovens alunas de uma instituição privada do município de São Paulo. Tese. FEUSP, 2013

NICHOLSON, Linda. Interpretando o gênero. Estudos Feministas, Florianópolis, v. 8, n. 2, 2000, p. 09–41.

PELÚCIO, L. Marcadores sociais da diferença nas experiências travestis de enfrentamento à aids. Saúde e Sociedade 20.1; 2011. p. 76-85.

PELÚCIO, L. Nos nervos, na carne e na pele. Uma etnografia sobre prostituição travesti e modelo preventivo de AIDS. (Tese). São Carlos/SP: Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais, Universidade Federal de São Carlos. 2007. p. 146.

PISCITELLI, A. Interseccionalidades, categorias de articulação e experiência de migrantes brasileiras. Sociedade e Cultura. Jul./dez. Vol. 11, n. 2; 2008. p. 263-74

PORTO, D & Garrafa, V. Bioética de intervenção: considerações sobre a economia de mercado. Revista Bioética 13.1, 2009.

SCHRAMM, FR; Barboza, HH & Guimarães, G. Amoralidade da transexualidade: aspectos bioéticos e Jurídicos – The morality of transsexuality: bioethical and Juridical aspects. Revista Redbioética / UNESCO; 2011. p. 74

SCOTT, Joan W. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade. Porto Alegre, v. 20, n. 2, 1995.

STEIN, E. Dialética e Hermenêutica: uma controvérsia sobre método filosofia In: Dialética e Hermenêutica. (Jurgen Habermas). São Paulo: L&P Editora; 1987

TEIXEIRA, FB. Vidas que desafiam corpos e sonhos: uma etnografia do construir-se outro no gênero e na sexualidade. Tese de Doutorado em Ciências Sociais apresentada ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas; 2009.